15 de abril de 2015

AMAZÔNIA DAS ARTES TEM LANÇAMENTO NACIONAL NO SESC ARSENAL



Considerado uma grande rede de intercâmbio das artes e da cultura fora dos grandes centros urbanos, o Sesc Amazônia das Artes chega a sua oitava edição e tem seu lançamento oficial no Sesc Arsenal, em Cuiabá, nos dias 23 e 24 de abril. Esta é primeira vez que Mato Grosso sedia o lançamento do projeto, que se solidifica como um espaço de excelência para a interação entre os artistas e o público dos estados da Amazônia Legal.

Nesses dois dias haverá uma demonstração dos espetáculos e filmes dos estados do Acre, Amazonas, Pará, Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Maranhão, Amapá, Tocantins, além do Piauí, que, embora não faça parte da Amazônia, integra a rede, como estado convidado. Mais do que incentivar a produção de arte local, o Sesc procura pensar em conjunto soluções para os problemas do “custo amazônico”. Ou seja, a escassez de políticas públicas, pouca formação técnica e superior e a dificuldades de se criar vínculos com o público.

De acordo com Jan Moura, Coordenador de Cultura do Sesc Mato Grosso, o Sesc Amazônia das Artes ultrapassa a divulgação de trabalhos, buscando chamar a atenção da comunidade local e externa para o que se vem discutindo em arte fora dos grandes eixos de produção. “A expectativa é que a experiência possibilite um maior conhecimento sobre nós mesmos; um olhar para dentro para poder olhar para fora”, explica.

A partir do mês maio, a programação completa do Sesc Amazônia das Artes, com 26 espetáculos de dança, teatro e música, exposições literárias e de artes visuais e exibição de curtas metragens começa a circular os estados, onde cada um participa com ao menos duas produções. Cinema é a linguagem com mais atrações, 10 no total, seguido de Teatro e Música, com cinco espetáculos cada.
Em agosto o circuito chega a Cuiabá, no Sesc Arsenal, com espetáculos entre os dias 11 e 20 de agosto. Em setembro, entre os dias 08 e 30, acontecem duas exposições de artes visuais.

Programação do lançamento

Veja programação completa aqui

Na quinta-feira (23) às 19h será realizada a abertura oficial, com a participação de artistas do estado que participarão desta edição ou que já participaram de edições anteriores. Além disso, dois pensadores da Cultura, os professores Ludmila Brandão (UFMT) e José Marcio Barros (PUC-MG) discutirão o tema: Estéticas Fronteiriças - Arte Fora dos Centros.

O público poderá conferir a instalação Orifício, do artista plástico Benedito Nunes, de Mato Grosso, e ao show com o grupo Regiojazz, de Roraima, que recria músicas de compositores da Região Norte por meio de um jazz de referências regionais, apimentado por influências latinas.

Já no dia 24 de abril, tem espetáculo de teatro Agustino Peixe Grande, do grupo Teatro de Brinquedo (MT), seguido de exposição literária e exibição de curtas metragens. A programação se encerra com a apresentação do espetáculo de dança Grave Grogue, do Balé da Cidade de Teresina (PI).

Nenhum comentário:

Postar um comentário