15 de maio de 2013

Palco Giratótio: Grupo de Goiás entra em cena


Tyrannus Melancholicus - Nesta quarta-feira (15/05) é a vez do teatro de Goiás subir ao palco do Arsenal. SerTão Teatro Infinito Cia, do estado vizinho, traz o espetáculo "Boi", às 20h, para maiores de 14 anos e com o ingresso a um litro de leite longa vida.

Esta é a primeira vez que a Cia. participa da programação do Palco Giratório, o que leva a trupe à dez cidades brasileiras. Guido Campos Correa é o único ator em cena. Sua performance É amparado pelo trabalho corporal de Hugo Rodas, que também dirige a peça e assina a cenografia, figurino e iluminação, além de ter adaptado o texto, originalmente creditado a Miguel Jorge. A trilha sonora é de Victor Pimenta.

Guido, o ator, encarna diferentes personagens para narrar a história de Zé Argemiro, um rapaz da roça que trava forte relação com um Boi Dourado, apesar de contrariar, com isso, sua própria mãe e a esposa Das Dores.

"Boi" se utiliza da escassez de recursos em cena e a iluminação é carregada no vermelho. Há evocações da cultura popular brasileira em determinados momentos, enquanto em outros, o ator também busca interação com a plateia.

Algum crítico, em algum site ou blog, registrou a carência de referências contemporâneas ao longo da encenação, o que dificulta que o interesse dos jovens seja despertado para com o espetáculo. Não sei bem o que isso quer dizer e não há como assinar em baixo, sem assistir a peça. Nesse mesmo texto, foi destacado o trabalho anterior SerTão Teatro, quando o grupo foi de Guimarães Rosa, levando a cena "A Terceira Margem do Rio". Aí, né, já viu...

Nenhum comentário:

Postar um comentário