8 de janeiro de 2013

GRAFISMO URBANO EM PAUTA


Diário de Cuiabá - Você que mora, anda, transita ou está só de passagem por Cuiabá já observou alguns desenhos em muros e vias públicas da capital? Consegue diferenciar uma simples pichação de um grafismo urbano? O leitor pode estar se perguntando, afinal, o que é grafismo urbano? Trata-se de uma forma de manifestação artística em espaços públicos comumente identificada em guetos, muros e painéis espalhados pelas cidades mais modernas. Essa arte utiliza representações gráficas (desenhos) contando com impactos de cores e formas, criando conceitos como a repetição, ritmo, equilíbrio, escala. O grafismo pode mostrar tanto uma ideia estática como causar a sensação de movimento.

Se interessou e quer aprender um pouco mais sobre essa arte, eis sua chance. O Sesc Arsenal vai oferecer duas oficinas de grafismo urbano nos meses de janeiro e fevereiro. As atividades serão conduzidas por dois dos mais atuantes artistas da área, são eles os grafiteiros Cleiton Soares Almeida (ou Amarelo) e Adão Silva Segundo, mais conhecido como Babu 78.

O primeiro curso abordará as técnicas de Lambe-Lambe e Stêncil. Para quem não conhece, o Lambe-lambe, assim como grafite, é uma técnica de ação direta para se comunicar com os seus vizinhos e redecorar o seu ambiente. Algumas pessoas levam posters mais a sério do que tinta spray, e como é possível produzi-los em massa, o lambe-lambe permite que você entregue uma mensagem complexa, cheia de nuances em um grande número de locais com mínimo esforço e risco. Tal repetição faz com que as pessoas se familiarizem com a sua mensagem e aumenta as chances de que elas pensarão sobre ela.

Já o estêncil (do inglês stencil) é uma técnica usada para aplicar um desenho ou ilustração que pode representar um número, letra, símbolo ou qualquer outra forma ou imagem figurativa ou abstrata, através da aplicação de tinta, aerossol ou não, através do corte ou perfuração em papel ou acetato. Resultando em uma prancha com o preenchimento do desenho vazado por onde passará a tinta. O estêncil obtido é usado para imprimir imagens sobre inúmeras superfícies, do cimento ao tecido de uma roupa. Estas técnicas serão ministradas pelo grafiteiro Amarelo. As aulas acontecem nos dias o Amarelo 09, 11, 16 e 18 de janeiro, sempre das 16 às 18 horas, no Sesc Arsenal.

Em fevereiro é a vez do cuiabano Babu 78 transmitir seus conhecimentos sobre Stêncil Art. Após ficar oito anos conhecendo outros lugares, Babu retornou no início de 2012 para a capital mato-grossense, onde tem revelado que o Graffiti não exige só talento, mas estudo, conhecimento, atitude e estilo. Aos 34 anos de idade, o artista urbano já deixou marcas do seu trabalho no Acre e na Bahia, estados em que morou por algum tempo para aprender novas técnicas, aperfeiçoar os traços de cada desenho e, principalmente, ter a certeza de que é possível viver de arte. Para Babu, o Graffiti é uma arte urbana que tem a capacidade de modificar um ambiente ou um cenário pelo simples fato de apertar um tubo de spray.

Os interessados anotem aí: as aulas com o Babu acontecerão nos dias 16, 21, 24 e 28 de fevereiro, das 18 às 20 horas, também no Sesc Arsenal. Vale lembrar que a inscrição é gratuita e as vagas são limitadas. Mais informações pelo telefone (65) 3616-6901.

Nenhum comentário:

Postar um comentário