2 de outubro de 2012

IMAGENS EM PAUTA apresenta filme francês: A ESQUIVA




“À esquiva” lança olhar sobre adolescência Filme recebeu 5 prêmios César
Filme-sensação do Prêmio César em 2004 ao apresentar um olhar inventivo e bem-humorado sobre a adolescência em um bairro do subúrbio parisiense, À esquiva” (L’esquive. Abdel Kechiche. França. 2003. 117 minutos) é atração desta terça-feira, 02 de outubro, às 19:00, no Caldeirão de Imagens do Sesc Arsenal. Classificação indicativa: 16 anos.

O filme integra a programação do sexto ano de exibições do “Imagens em Pauta”, projeto realizado pelo Sesc Mato Grosso em parceria com a Pró-reitoria de Cultura, Extensão & Vivência, Instituto de Linguagens e Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal de Mato Grosso. O “Imagens em Pauta” promove o interesse em ver e saber mais sobre filmes de diferentes estéticas e cinematografias, além de estimular a prática social de frequentar uma sala de cinema.

Entre os meses de setembro e novembro, a partir do acervo de filmes do Sesc Nacional, o Imagens em Pauta exibe, no Ciclo Cinema Francês Atual, títulos da recente cinematografia francesa. É uma oportunidade única para conferir filmes franceses, em sua maioria inéditos em Cuiabá, que percorreram importantes festivais de cinema e provocaram plateias em diferentes lugares do mundo.

Sobre o fime
"Hoje o cinema mais interessante produzido na França fala dos imigrantes, na maior parte das vezes em longas realizados por cineastas de outras origens. É esse o caso do vencedor do prêmio Cesar desse ano, "L'Esquive", de Abdel Kechiche", disse o pesquisador de cinema Michel Marie, à época do lançamento de “À esquiva”.

Abdel Kechiche

“À esquiva” é um filme de baixo orçamento que lança olhar sobre um grupo de jovens do subúrbio parisiense. O ponto de partida é uma peça teatral baseada em “O Jogo do Amor e do Acaso”, de Marivaux, trabalhada por um grupo de estudantes e cuja temática – desde o conflito de classes às vicissitudes amorosas – irá estabelecer relações próximas com as conturbadas peripécias dos jovens. A peculiar ligação de dois dos atores da peça – Krimo (Osman Elkharraz) e Lydia (Sara Forestier) – está na origem de uma série de episódios, geralmente divertidos e por vezes surpreendentes, que interligarão uma rede de personagens num intrincado jogo de equívocos e contradições.

Com este ponto de partida, o cineasta Abdel Kechiche proporciona um filme que conquista pela eficaz captação de ambientes e esferas urbanas, que servem de cenário a um curioso e sensível retrato da adolescência onde as referências culturais entram em colisão e tendem a reformular-se.

Nascido na Tunísia, Abdellatif Kechiche chegou a Nice com 6 anos e fez curso de teatro no Conservatório de Antibes. Em "A Culpa é de Voltaire" descreve o dia a dia de um imigrante ilegal, entre detenções e encontros amorosos, e revela seu talento de observador cuidadoso, mas também seu lado romântico e seu amor pelos atores (Sami Bouajila e Aure Atika). Suas qualidades lhe renderam o Leão de Ouro de Melhor Filme de Estreia em Veneza, em 2000. Em 2003, ele dirige "A Esquiva", ensaio sobre as restrições e aberturas causadas pela linguagem, que derruba vários clichês sobre os conjuntos habitacionais. O filme é elogiado por uma crítica unânime antes de se revelar o grande ganhador do César, com 4 prêmios, dentre os quais o de melhor filme. Ele então começa a filmar "O Segredo do Grão", que conta a luta de um velho imigrante argelino que quer abrir um restaurante em Sète e que é recebido triunfalmente no Festival de Veneza de 2007, além de receber quatro Césars, dentre os quais o de melhor diretor.

Próximo filme
Na próxima semana será exibido o filme “O pequeno Nicolau” (Le petit Nicolas. Laurent Tirard. França. 2009. 91 minutos). 



Serviço
O quê: “À esquiva”.
DireçãoAbdel Kechiche
Quando: Terça-feira 02/10, às 19:00
Onde: Caldeirão de Imagens do Sesc Arsenal
Classificação indicativa: 16 anos
Entrada Gratuita


Nenhum comentário:

Postar um comentário