31 de maio de 2012

MUITO BARULHO POR NADA. Teatro Mosaico (MT)

muito barulho por nada  (95) (Large)muito barulho por nada  (94) (Large)muito barulho por nada  (93) (Large)muito barulho por nada  (92) (Large)muito barulho por nada  (91) (Large)muito barulho por nada  (90) (Large)
muito barulho por nada  (89) (Large)muito barulho por nada  (86) (Large)muito barulho por nada  (84) (Large)muito barulho por nada  (83) (Large)muito barulho por nada  (82) (Large)muito barulho por nada  (81) (Large)
muito barulho por nada  (80) (Large)muito barulho por nada  (79) (Large)muito barulho por nada  (78) (Large)muito barulho por nada  (77) (Large)muito barulho por nada  (76) (Large)muito barulho por nada  (75) (Large)
muito barulho por nada  (74) (Large)muito barulho por nada  (72) (Large)muito barulho por nada  (71) (Large)muito barulho por nada  (70) (Large)muito barulho por nada  (69) (Large)muito barulho por nada  (68) (Large)

MUITO BARULHO POR NADA
Cia Teatro Mosaico (MT)


Muito barulho Por Nada é uma história que se passa em Messina na Itália,mas que é transportada para uma praça em qualquer lugar do Brasil. Leonato, o governador da cidade, é um grande anfitrião que está em companhia de Hero e Beatriz, ambas filha e sobrinha, quando recebe em sua casa a visita de um grupo de jovens cavalheiros que retornam vitoriosos de uma guerra e são pretendentes às duas damas, a fim de compartilhar seus dotes.


Hero a filha primogênita de Leonato, está prestes a ser desposada no altar , quando surge um segundo interessado na fortuna a ser herdada com o matrimônio. D. João e seu capacho Borracho – que personificam as falhas humanas como inveja, ciúme, egoísmo e avareza – os dois unem-se num plano para impedir o casamento da filha mais nobre de Messina.
O casamento por dote e a autonomia feminina é o que movimentar esta trama, através dos jogos de máscaras de vários personagens que estão o tempo todo envolvidos em galanteios, paixões, disputas, sedução e intrigas, fazendo, assim, Muito Barulho por Nada como qualquer ser humano.


Apresentado em:
30/05 - 20h - Teatro - SESC Arsenal
(Fotos: Leonardo Oliveira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário