21 de maio de 2011

Neste Domingo! A LENDA DAS LÁGRIMAS - Cia Polichinelo (SP) - Festival Palco Giratório 2011



Sinopse do espetáculo: O que pode o amor? Mogi era uma linda índia da tribo Tupi - mãe de todas as tribos ainda existentes no Brasil. A índia se apaixona por um guerreiro da tribo, mas ele escolhe outra, entre as demais jovens da tribo para desposar e parte com ela para outras terras, deixando o coração de Mogi cheio de saudade. Os deuses então se compadecem da jovem índia e lhe concedem um pedido. Eis então a escolha: a jovem Mogi pede para ser transformada em uma alta montanha para que, do alto, possa contemplar seu amado. E a sua saudade, bem como as lembranças de seu amor lhe façam companhia por toda a vida. É neste momento que surge um dos mais conhecidos rios de nossa região: o rio “Mogi Guaçu” - alimentado pelas lágrimas de saudade da jovem índia. “A Lenda das Lágrimas” é um espetáculo emocionante, para corações de todas as idades 

A LENDA DAS LÁGRIMAS - Cia Polichinelo (SP)
22/05 - 20h - Teatro - Classificação:Livre - Entrada 1 litro de leite longa vida


Histórico do grupo: Fundada em janeiro de 1997, a Cia Polichinelo nasceu com o objetivo de aprofundar-se na pesquisa e na prática do teatro de bonecos.
Desde então, ela está sob a direção de seu fundador, o ator e diretor Márcio Pontes, que sempre teve pelos bonecos uma grande paixão. Nesses 10 anos de trabalho ininterrupto ( fato não muito comum na área artística ) a Cia Polichinelo produziu mais de 25 trabalhos, incluindo espetáculos, contações de histórias e performances artísticas que foram apresentadas por todo o estado Paulista.
Hoje, o Polichinelo possui cerca de seis espetáculos em repertório e desdobra-se para levar seus trabalhos a várias cidades, escolas, órgãos culturais, entre outros espaços ávidos pela presença forte e marcante de suas montagens.
Hoje, a Cia Polichinelo continua desenvolvendo sua pesquisa e caminha sólida em seu objetivo - ser uma cia. que se predispõe a difundir o teatro de bonecos, fomentando novas iniciativas nesse contexto e contribuindo para o desenvolvimento da cultura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário